Em destaque

Pequenos, sim, mas levados a sério

Nos congressos de profissionais ligados ao livro para crianças, as sessões menos concorridas são as que apresentam conferencistas falando sobre teoria e crítica, diz o estudioso inglês Peter Hunt, de 65 anos, uma autoridade em literatura infanto-juvenil. Hunt, professor emérito da Universidade...

Leia mais

A absurda guerra de preços dos e-books no Reino Unido

Por bookess | Postado em Novidades | Em 03-09-2010

Tags:, , , , , , , , ,

0

A guerra de preços dos e-books foi deflagrada no Reino Unido com a inauguração da e-bookstore da Amazon– a rede chegou a cobrar menos de três libras por alguns best-sellers, o que um editor considerou como “absolutamente absurdo”. Preocupações têm sido levantadas sobre o fato de o mercado britânico poder estar entrando em uma batalha similar à vivida pelos EUA no ano passado. Entretanto, alguns editores disseram que os preços baixos podem não afetar o futuro modelo de precificação de e-books. A Amazon.co.uk inaugurou sua loja há duas semanas prometendo oferecer os preços mais baixos do mercado. Em resposta, a W H Smith derrubou o preço dos top 100 e-books de ficção a um terço de seu preço original, e depois disse que venderia todos os e-books com 50% de desconto.

No final de tudo a leitura está vencendo.

Fonte: Por Graeme Neill | Publicado originalmente em The Bookseller, em inglês.

Deixe seu comentário