Em destaque

Língua portuguesa, a flor do Lácio

Quem nunca reclamou ou ouviu alguém reclamar que a Língua Portuguesa é difícil, que não consegue aprender, são muitas regras… Mas, por que é tão difícil dominar o Português? Para alguns especialistas é a proximidade com a Língua Portuguesa que não nos deixa perceber os detalhes dela,...

Leia mais

Autora explica como redes sociais impulsionaram a venda de seu livro

Por bookess | Postado em Dicas | Em 03-09-2010

Tags:, , , , , , , , ,

1

Recebi treze rejeições antes de decidir autopublicar o meu livro. Isso foi há cinco anos. Ouvi muitas histórias desastrosas de autores autopublicados, principalmente em relação à imprensa e às caixas de livros empoeirando nos hobby boxes. Eu sou uma das escritoras sortudas, neste aspecto. Já assinei grandes contratos pra fazer uma série de livros, com direitos autorais mundiais garantidos. O segredo do meu sucesso? Meus sites, blogs e a intensa atividade da minha rede social.

Assim que acabei de escrever o meu livro criei um site e enviava posts regulares. Inicialmente comecei com vinte destinatários; minha lista de discussão tem, agora, bem mais do que mil assinantes. Três anos depois, temos uma comunidade próspera www.stonewylde.net, uma rede social com cerca de 700 membros, além das adesões diárias. Eles adicionam fotos e vídeos, participam em muitos debates diferentes, atualizam o status com regularidade e participam do chat. É uma comunidade feita de amizades verdadeiras.

A melhor coisa sobre redes sociais é que ela mantém os fãs engajados. Ao invés de simplesmente lerem os meus livros e então seguirem em frente, eles permanecem fiéis à Stonewylde. Eles falam sobre a nossa comunidade para  os seus amigos e familiares que, em seguida, também leem os livros. A lealdade dos leitores.. e o interesse em meus livros é constantemente alimentada e reforçada. E eu amo muito todo este movimento!

Eu coloco o meu rosto virtual no site. Os leitores adoram o fato de que eu, como autora, me envolva com eles em um nível pessoal. Falamos um pouco sobre os livros, mas na maioria das vezes os temas são mais abrangentes. Stonewylde foi simplesmente um ponto de partida para pessoas estarem juntas.

Já nos reunimos em vários lugares do mundo, e o número de participantes só têm aumentado. Imprimo camisetas, cartões e isso não daria certo se não fizéssemos um marketing viral. Tudo isso é decorrente do site de rede social, e da lealdade das pessoas para com a Stonewylde.

Nunca gastei dinheiro nenhum com publicidade, pois  os milhares de livros que vendi foram simplesmente de boca em boca.

Se você estiver pensando em  criar um site de rede social, eu diria que provavelmente isso não é para todo mundo. Tem que haver algum tipo de identificação de marca entre os leitores. A comunidade local é ideal para este tipo de leitores – talvez não tanto para um romance único, salvo se ele abordar algo diferente, algo que realmente vai cativar os leitores e os fazer querer ler o seu livro.

Minhas dicas para a execução de uma comunidade online de sucesso:

· Não se desespere, no início, se a adesão for pequena e lenta. Tenha fé – ela vai crescer;

· Crie uma identidade (marca) forte para a sua comunidade. Invista  tempo  personalizando o seu site, para que ele apele para o tipo de leitura que você propõe;

· Convide as pessoas a compartilhá-lo através de outros meios de comunicação social (Facebook, Twitter, Orkut, Friendfeed, Buzz, etc) e  dê boas-vindas, pessoalmente, a cada novo membro;

· Pense em alguns tópicos interessantes que irão envolver as pessoas imediatamente, e não seja demasiado pesada com a moderação, especialmente no início, quando todo mundo é tímido;

· Mantenha uma forte presença pessoal nas fases iniciais, pelo menos, incentivando seus membros a se lembrar do seu livro (s) e por que eles se juntaram à comunidade em primeiro lugar.

Meus sites:

Rede social – www.stonewylde.net

Website – www.stonewylde.com

Comentários (1)

[…] This post was mentioned on Twitter by Bookess, Luiz Furlan (Fuh) . Luiz Furlan (Fuh) said: RT @bookess Autora explica como redes sociais impulsionaram a venda de seu livro http://retwt.me/1OWqr […]

Deixe seu comentário