Em destaque

Free: o futuro dos preços é ser grátis

O mundo dos negócios vive de ondas, ondas que passam rápido, ditam tendências, rendem alguns milhares ao seu criador e depois se vão. Não que sejam ondas artificiais, na verdade a velocidade da alternância dessas ondas apenas reflete a velocidade do mundo moderno. E hoje quem está na crista da...

Leia mais

Plágio é crime!, por Mariana Collares

Por bookess | Postado em Novidades | Em 04-03-2011

Tags:, , , ,

6

Ok, você adorou o texto! Ele te traduziu, ou traduziu teus sentimentos, ou tuas vontades, ou teus sonhos. Ele até parece teu!!! Parece feitinho pra ti, pra caber certinho na tua boca, na tua página de relacionamentos na Internet, no teu blog! Tudo muito legal se não fosse o anti-critério de colocar teu nome embaixo dele. Não faça isso! É feio, é passível de tudo, desde danos morais a cadeia! Ok. Cadeia é demais. Mas dá uma boa pena alternativa. E na reincidência, dá cadeia mesmo. Qual a tua diferença para os caras que furtam e roubam? Nenhuma. Você se APROPRIOU de algo que não criou. Fez teu o que não é teu, mas é do mundo. Dito por alguém um dia, num dia inspirado, que não foi ganho de presente. Inspiração é igual a trabalho árduo. Não nasce do nada! Vem de anos e anos de leitura e pensamento. De anos de imaginação posta em prática e nada de preguiça. De anos de estudo e transpiração para chegar a criar algo que valha para o mundo – esse que tá aí pra admirar o belo, o inovador, o emocionante! Então não copie! Não ponha teu nome em algo que não criaste. Em algo que nunca foi teu! Mesmo que seja algo que poderias dizer com a maior naturalidade! Plágio é crime! Plágio indica mau-caráter. Plágio é falta de criatividade, de vergonha na cara. Sabe aspas? “ASPAS” servem para citar. Depois delas vem o ponto e depois o nome do autor. Pode ser? Leia, divirta-se, cite, sem problemas. Mas não atribua algo que não é teu a ti mesmo ou a alguém ao revés do autor. Mostre que tens talento, ao menos pra escolher as palavras bonitas para enfeitar teu blog-espaço. Se elas não são tuas “formalmente falando”, elas se fazem tuas. Mas não as roube. Use-as com critério. Com educação. Com dignidade. Difícil? Não. Fácil pra quem entende o valor de uma bela criação, qualquer que seja. Todo mundo já criou algo de seu pro mundo. Então pense nisso e não entre nessa de PlÁGIO. Esta autora agradece.

Escrito por: Mariana Collares

Fonte: http://devaneiosliterarios.blogspot.com/2011/02/plagio-e-crime.html

Comentários (6)

Ótimo post. Por coincidência, nesta semana saiu esta matéria sobre Plágio na USP – http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/plagio-na-usp-621303.shtml

Obrigada, linda! 🙂

Adorei o seu post sobre o plagio. Realmente é uma pratica decorrente. um abraço.

Obrigada! Vamos divulgar a iniciativa! Isso ajuda a todos nós! =)

Obrigada, meninas! Tema importantíssimo e sempre atual. Vamos discuti-lo. Abraços!

Infelizmente sei do que está falando pois senti na pele essa injustiça. Meu livro foi copiado e colocado num site para ser lido gratuitamente. Sem minha autorização. Já estava naquele site há quase 20 meses quando descobri, por acaso. Não posso acusar ninguém porque, à minha pergunta sobre quem o copiou, não obtive qualquer resposta. Depois que descobri, escrevi para várias Instituições mas não obtive qualquer resposta. Depois disso escrevi várias vezes para esse site (acrescento que é brasileiro) e só depois de muitos mails e de ter enviado comprovativo de que eu era a autora (exigido pelo site), é que foi retirado.
Deixo este comentário no intuito de prevenir outros autores tal como blogueiros, e para estarem sempre atentos.

Deixe seu comentário