Em destaque

Conselhos literários fundamentais II

Busque no ritmo das pedrinhas portuguesas a exata ondulação de um capítulo. Abra o dicionário ao acaso para encontrar o adjetivo preciso. Conte o número de carros azuis que avista da janela no prazo de cinco horas para decidir quantas vezes um personagem deprimido tenta se matar antes de ter sucesso....

Leia mais

Um Excelente Livro sobre Saúde e Meditação

Por bookess | Postado em Dicas | em 09-01-2013

39

O Buda ensinou que a felicidade perfeita e duradoura existe. A verdadeira felicidade está no interior, no coração e mente, não no exterior. Como encontrá-la? Há um método que toma por base a prática da meditação, ou o desenvolvimento do coração e mente.

A meditação que o Buda ensinou depois do seu despertar foi marcadamente distinta da meditação que ele praticou para alcançar o despertar. Veja neste livro quais foram essas diferenças e entenda porque a meditação Budista é única.
Por que devo meditar? Porque há uma felicidade que é perfeita e duradoura, que não desaparece e que não depende das circunstâncias. Essa felicidade está no interior, nas nossas próprias mentes e corações, não pode ser encontrada no mundo lá fora. A felicidade que vem do interior não precisa ter um fim e não precisa tomar nada de ninguém, sendo, portanto, um ato de sabedoria e de compaixão.
Porque devo meditar? Simples, para ser feliz.
Essa é a proposta básica dos ensinamentos do Buda.

Budismo é a felicidade levada a sério.

 

Por: Michael Beisert

Saiba mais em – http://www.bookess.com/read/14020-saude-e-meditacao-jhanas-e-vipassana/

Polêmico, o Novo Acordo Ortográfico só entrará em vigor em 2016

Por bookess | Postado em Novidades | em 08-01-2013

50

Depois de muitas discussões a presidente Dilma Roussef decidiu prorrogar por mais três anos a entrada em vigor, em caráter definitivo, do novo Acordo Ortográfico da língua portuguesa.

Com o novo decreto, as regras do novo acordo deverão ser seguidas, obrigatoriamente, a partir de 2016. Durante a transição, valem as duas normas ortográficas.

A pressão pela prorrogação se fortaleceu em dezembro, liderada senadores que consideravam necessário mais tempo para adaptação.

Segundo o professor Ernani Pimentel, crítico do Novo Acordo:

— Esse acordo foi pensado dentro de uma didática da memorização, não do entendimento. Do jeito que está, vamos voltar para a época da decoreba. Como você vai explicar para o aluno que cor de capim não tem hífen e cor-de-rosa tem hífen? Isso é péssimo para a educação.

E vocês, autores? O que pensam sobre o Novo Acordo Ortográfico? Aproveitem esse espaço e opinem!