• Autor(es): Elie Jotta
  • Visualizações: 4932
  • ISBN: 9788580455656
  • eISBN: 9788580457988
  • Revisão 6
  • Publicado: 07/03/2013
  • Atualizado: 15/03/2017
  • Situação: Completo
  • Páginas: 365
  • Categoria: Romance
  • Licença: Copyright
  •   1 consideram favorito
  •   2 Já leram
  •   0 estão lendo
  •   0 estão relendo
  •   8 Pretendem ler
  •   0 possuem um
  •   1 desejam ganhar
Compartilhar

Sinopse

Paris, a romântica, a eterna cidade dos amantes. As luzes e o esplêndido décor inspiraram obras diversas. Esta é uma delas. Embarque, passeie por entre as páginas e siga as aventuras de personagens cativantes. Testemunhe as trajetórias de um amor improvável e apaixone-se por Lou, elegante e solidária, em seu belo apartamento da Rua dos Mártires, um oásis para viajantes em trânsito, uma etapa de lazer e de salvação. Ou por Mário, culto e sedutor, em sua chegada à capital francesa para realizar um grande sonho. Ou ainda por Bira, extrovertido e passional, cujo único credo é saborear cada instante da vida com prazer e num só gole. Mergulhe nas turbulências destes e outros destinos entrelaçados, vivendo paixões e rompendo códigos, até o desfecho inesperado num agradável fim de tarde de abril... Mas afinal, seria este o desenlace imaginado pelo autor?

Últimos comentários (registre-se para comentar)

disse
Nenhum comentário cadastrado.
4 no totalComentários anteriores  

mostrar todasÚltima Resenha

Surpresa! Os códigos foram rompidos!

Uma surpresa a cada página. E eu não conseguia parar de ler o livro ?Códigos rompidos?, da escritora estreante Elie Jotta.

As histórias que se entrelaçam são por demais atuais e por demais cotidianas. Personagens que estão ao nosso lado no metrô, no supermercado, no trabalho... Pessoas reais com seus medos, angústias, preconceitos, alegrias e, principalmente, amor. Amor a si mesmas, amor ao próximo, amor pela pessoa amada, amor ao amor.

Às vezes, é difícil falar do amor. Às vezes, é difícil viver o amor. Às vezes, é difícil sentir o amor. Mas, em ?Códigos rompidos?, assim como na vida, as pessoas, a sua maneira, exercem o verbo amar de forma transitiva direta, sem conceitos ou preconceitos. Elas apenas vivem e amam.

Se o mais comum é nos identificarmos apenas com um personagem em cada história que lemos, em ?Códigos rompidos? isto é difícil, porque cada persona é tão naturalmente humana, vivendo situações tão corriqueiras, ao mesmo tempo, tão especiais, que somos levados a pensar que este mosaico humano de personagens somos nós mesmos, em momentos e situações diferentes. Somos Lou, somos Clara, somos Mário, somos Bira e todos os outros personagens. Todos humanos que, ao se descobrirem amando, como humanos, somos capazes de tudo. Até ousar amar.

Graça Portela
Graça Portela Graça Portela
em 18/04/2013 às 0:32h

 

  O autor disponibilizou uma prévia gratuita do livro, que vai da página 1 à 239. Você pode comprar o livro e ter o acesso integral online.

escrito por
Sinopse

...

 Versão Mobile
ou  
Veja mais em