• Autor(es): José Cláudio
  • Visualizações: 2165
  • Revisão 4
  • Publicado: 24/04/2016
  • Atualizado: 28/05/2016
  • Situação: Completo
  • Páginas: 70
  • Categoria: Poesias e Poemas
  • Licença: Copyright
  •   0 consideram favorito
  •   0 Já leram
  •   1 estão lendo
  •   0 estão relendo
  •   0 Pretendem ler
  •   0 possuem um
  •   0 desejam ganhar
 

Texturas do Sentimento

Compartilhar

Sinopse

Seleção de 45 poemas escritos há mais de 15 anos que refletem alguns momentos da vida do autor.

APRESENTAÇÃO

De repente surge o livro de um autor que você não conhece. Você começa a ler e gosta. Você continua a ler e se encanta. Você sente que de alguma forma aquela pessoa conseguiu penetrar em um recanto de sua alma. Algumas portas se abriram por conta de palavras mágicas escritas com a força da suavidade. Você não tem como recuar. Mas houve uma invasão permitida. O poeta tocou seu coração e você deixou que ele fluísse para dentro do seu mundo. Aconteceu de modo sutil, mas determinado.

Quando o poeta envolve você com a textura do sentimento, a reação só pode ser de entrega. E no meio da entrega você não se pergunta para onde vai. Você simplesmente permanece no movimento, pois confia nos dizeres que o arrastam feito correnteza. Esse é o arrebatamento, cuja origem se perde nos mistérios das noites enluaradas e nas declarações de amor que povoam o universo do sentir. É o mesmo arrebatamento que nos deixa mais leves e mais humanos.

Nessa hora, você consegue fazer a única pergunta que lhe ocorre: que poeta é esse? No entanto, não há um simples questionamento na pergunta. Você não quer saber exatamente de onde ele veio. Você quer saber de que matéria-prima ele foi feito. Você quer saber qual é a fonte. Pois bem, o poeta sempre existiu. Ele não nasceu hoje com este livro. O que você tem em mãos é um registro poético. Você vai ler. E a partir dessa leitura o autor surgirá para você. O nome dele é José Cláudio Guimarães. Deixe-se arrebatar.

Sílvio Ferreira Leite
Escritor...

Últimos comentários (registre-se para comentar)

disse
Nenhum comentário cadastrado.
2 no totalComentários anteriores  

mostrar todasÚltima Resenha

José Cláudio Guimarães é publicitário, nasceu em Santos e mora há 15 anos em Campos do Jordão. Escreve crônicas e poemas desde 1999 com o pseudônimo Petrus Falcin e jamais pensou em publicá-los. Agora, incentivado por parentes e amigos, decidiu fazer esta pequena coletânea poética.

"Todos somos poetas em nossas essências, em nossas almas. Por isso, com este livro, encorajo todos aqueles que escrevem a fazerem o mesmo. Não se preocupem... nada é assim tão nosso. Somos meros canalizadores conscientes da Fonte Única Universal."

Segundo ele, essa concepção do processo de inspiração não desmerece os poetas e nem os transforma em médiuns inconscientes. Apenas tenta manter a necessária humildade que os mantém em sintonia com a fonte inspiradora.

José Cláudio desenvolve esse pensamento no poema "Não Sou Poeta":

?Não sou poeta. Sou uma energia viva carregada de sonhos, vivências e emoções que se incorporam à essência do meu ser. O que escrevo flui dessa essência que me habita, mas não me pertence, e as palavras que saem do meu coração, sempre a levam, sem disfarces.?

Amor, desilusão, alegria, tristeza, racionalismo, humor, fantasia... sentimentos que permeiam a nossa existência terrena.
José Cláudio Guimarães Martins José Cláudio Guimarães Martins
em 17/05/2016 às 22:23h

 

  O autor disponibilizou uma prévia gratuita do livro, que vai da página 1 à 20. Você pode comprar o livro e ter o acesso integral online.

escrito por
Sinopse

...

 Versão Mobile
ou  
Veja mais em