• Autor(es): Marcos Nunes
  • Visualizações: 1338
  • Revisão 1
  • Publicado: 20/07/2011
  • Atualizado: 31/01/2017
  • Situação: Completo
  • Páginas: 120
  • Categoria: Poesias e Poemas
  • Licença: Copyright
  •   0 consideram favorito
  •   0 Já leram
  •   0 estão lendo
  •   0 estão relendo
  •   0 Pretendem ler
  •   0 possuem um
  •   0 desejam ganhar

Poesia é Uma Prosa Que se Quebra

Compartilhar

Sinopse

Nenhum poeta se dá ao trabalho de explicar sua poesia; sua poesia é a explicação de si mesmo, da palavra e do mundo inexplicável.
Como não me vejo como “poeta”, apenas como compositor de versos alinhavados de maneiras um tanto aleatórias, arbitrárias e abruptas, penso que devo me dar ao trabalho de tentar não explicar os versos, mas dizer algo sobre suas motivações, sobre o por que alguém se vê diante de uma página em branco e escreve não um diário, um conto ou um romance, mas especificamente versos, ou poemas.
Vagar na prosa é como ter o planeta inteiro á sua disposição. Podemos percorrer mares, em sua superfície ou submersos; florestas e desertos; metrópoles e vilas; falar de seres humanos ou golfinhos, macacos e cobras. Tudo está à nossa disposição: métodos humanos e planetas distantes.
A poesia é um território povoado, a princípio, somente por palavras. As palavras trazem o mundo inteiro também, é óbvio, para dentro da poesia, mas seu feitio é tão particular que, enquanto na prosa o mundo escreve a si mesmo, na poesia a escrita compõe (ou recompõe) um mundo em si mesmo.
No fim, talvez seja isso, ou essa razão pela qual o poeta se exime à expressão, em prosa, do que contém sua poesia. Ele simplesmente não sabe.

Últimos comentários (registre-se para comentar)

disse
Nenhum comentário cadastrado.
1 no totalComentários anteriores  

mostrar todasÚltima Resenha


Nenhuma resenha cadastrada.

escrito por
Sinopse

...

 Versão Mobile
ou  
Veja mais em